Praxe ou não Praxe

25 de setembro de 2013


Li o artigo do Romeu Monteiro no P3, "Praxe: e dizer não?" e achei que era uma perspectiva interessante para partilhar por aqui. Toda a gente tem uma opinião sobre as praxes, uns porque estiveram lá e tiveram boas experiências, outros porque detestaram e ainda os terceiros, que vêem de longe e vão dando as suas opiniões como educando, familiares e amigos.

Posso dar a minha opinião de alguém que foi à praxe, gostou, fez amigos e teve uma boa experiência, nunca tive receios, medos ou fui intimidado. Posso também dizer que "praxei" uma vez e detestei. Detestei estar ali vestida de preto, com ar sério e carrancudo. Detestei e não voltei lá, para praxar. A diversão, sem sombra para dúvidas, esta do lado do caloiro. Agora, eu tive uma boa experiência, tive colegas divertidos que souberam fazer daquilo uma experiência engraçada.

Infelizmente conhecemos muitos casos em que tal não acontece e nesses casos o que é preciso fazer é dizer não. O artigo que referi acima fala exactamente disso.

«há pressão social, como em tudo na vida e também na Universidade. E, como em tudo na vida, é preciso saber dizer não quando algo cruza os nossos limites do aceitável. Em certos casos, é mesmo preciso saber usar a lei em nossa defesa.»

Sem comentários:

Enviar um comentário

Google+ Followers

Com tecnologia do Blogger.
 

Seguidores